São Jorge dos Ilhéus

Nossa Ilhéus

Ilhéus é um município do Estado da Bahia considerado a capital do cacau por ter sido o maior produtor de cacau do mundo.

Ilhéus está entre as sete cidades mais importantes da Bahia (Salvador, Feira de Santana, Vitória da Conquista, Camaçari, Itabuna, Juazeiro e Ilhéus). Junto com Itabuna, Ilhéus é considerada o centro regional de serviços.

Sedia o Aeroporto Jorge Amado que é portão de entrada para as principais cidades do Sul da Bahia. É a cidade com o mais extenso litoral entre os municípios baianos. A variedade de recursos naturais, o litoral e a história conferem a Ilhéus uma vocação para a atividade turística, sendo considerada a quinta cidade com maior fluxo de turismo na Bahia para o turista internacional.

O município de Ilhéus está localizado na Litoral Sul do Estado da Bahia e abrange uma área de 1.583 km², com uma população de 184.236 habitantes (IBGE, projeção 2010), sendo 154.318  na zona urbana e 29.918 na zona rural.

O histórico de ocupação de Ilhéus e da região sudeste da Bahia teve início no século XVI, a partir da ocupação do Brasil.

Em 1534, quando D. João III dividiu o Brasil em capitanias hereditárias, coube ao fidalgo português Jorge Figueiredo Correia, por carta régia, a capitania de São Jorge dos Ilhéus. Esta tinha como limites, ao sul, a capitania de Porto Seguro e, ao norte, o local atualmente conhecido por Morro de São Paulo, um pouco além da ilha de Tinharé.

Carta Régia de 25 de abril de 1534, confirmada pelo Foral de 26 de agosto do mesmo ano, de D. João III, institui a Capitania de Ilhéus, com 50 léguas de costa e a “mesma largura pelo sertão e terra firme a dentro”. Sua sede se localiza na foz do rio Cachoeira, onde as primeiras edificações se erguem no morro de São Sebastião e se espraiam, mais tarde, pelas baixadas de Cachoeira, Itaípe e Itacaucera, até atingirem a lagoa de Itaípe, bem ao norte.

A vila de São Jorge de Ilhéus sofre ataques constantes dos aborígenes, havendo ainda divergências entre os próprios colonos. Em 1552, inicia-se a catequese dos íncolas com a chegada do Padre Nóbrega .

capitania

O cartógrafo português João Teixeira Albernáz, em 1618 descreveu lindamente a Nossa Ilhéus como “a melhor e mais fértil de todo Estado, de modo que é provérbio comum que o Brasil é um ovo e os ilhéus a gema. E, se meter cabedal nesta capitania será de grandíssimo trato e importância” (ADONIAS, 1993).

95eb677472b83e3a155188c90b18613aA Lucas Giraldes, se deve, anos depois, a construção dos 8 primeiros engenhos de açúcar.

Em fins do século XVI, Ilhéus sofre ataque de corsários, repelidos pelos nativos e, em 1638, assediam os holandeses a Vila, a mando de Nassau, sendo igualmente repelidos. Nestes episódios, destaca-se a figura de Antônio Fernandes, o “Catuçadas”. Em 1723 os jesuítas constróem uma igreja e um colégio.

Criada a Comarca de Ilhéus, torna-se a Vila sua sede, em 1760. Onze anos depois, fazem-se os primeiros estudos para a construção da ferrovia Ilhéus-Conquista. Mais 5 anos e inaugura-se o Serviço de Telégrafo e a primeira Estação Arrecadadora da Província

Em 1835 o homem introduz ali profunda modificação na paisagem com a abertura de um canal ligando as águas do Itaípe às do Fundão, obra que esteve a cargo de um notável engenheiro, Przswodowsky, contratado pelo governo imperial para aquele fim. O objetivo prático da ligação resumia-se em contornar a barra impraticável do Itaípe, o qual, depois de correr na direção norte-sul paralelamente ao litoral, despeja as suas águas a 6 quilômetros ao norte de Ilhéus. Daí por diante toda a produção da próspera várzea poderia ser diretamente levada a Ilhéus. A segunda grande modificação foi o desvio ulterior de parte das águas do Fundão, através de outro canal, para a entrada do estuário, em conseqüência do que veio Ilhéus a perder o seu caráter continental.

O município de ilhéus é dividido em dez distritos, incluindo sua sede com 27 bairros, além de outros 49 núcleos urbanos como sede de distritos, vilas e povoados.

Em divisão territorial datada de 1-VII-1983, o município é constituído de 12 distritos: Ilhéus, Aritaguá, Banco Central, Banco da Vitória, Castelo Novo, Coutos, Inema, Japu, Olivença, Pimenteira, Rio do Braço e Sambaituba.Em divisão territorial datada de 1-VI-1995, o município é constituído de 10 distritos: Ilhéus, Aritaguá, Banco Central, Castelo Novo, Coutos, Inema, Japu, Olivença, Pimenteira e Rio do Braço. Assim permanecendo, até este ano de 2013, em divisão territorial datada de 2007. Abaixo, o resultado de trabalho de pesquisa de José Nazal Pacheco Soub a respeito da divisão geográfica e territorial do município de Ilhéus.

Vila de Aritaguá (21)

Povoados: Aderno, Barramares, Carobeira, Itariri, Jóia do Atlântico, Juerana, Mamoan, Oiteiro, Ponta da Tulha, Paraíso do Atlântico, Ponta do Ramo, Queimada, Retiro, Sambaituba, São João, São José, Tibina, Urucutuca, Valão, Vila Olimpio. 

 

Vila de Banco Central (4)

Vilarejos: Ribeira, Três Paus e Visagem.

Vila de Castelo Novo (4)

Povoado: Areias, Lava pés

Vilarejo: Parafuso

Vila de Coutos (8)

Povoados: Areia Branca, Búzios, Cururutinga, Maria Jape,  Rio do Engenho,

Santa Maria e Santo Antônio.

Vila de Inema (3)

Vilarejos: Água Branca e Serra Verde.

Vila de Japu (6)

Vilarejos: Cascalheira, Cerrado, Santana, Serra das Trempes e Piaçaveira

Vila de Olivença (9)

Vilarejos: Acuípe de Baixo, Acuípe de Cima, Acuípe do Meio, Águas de Olivença, Jairi, Parque de Olivença, Santaninha e Sapucaeira.

Vila de Pimenteira (2)

Vilarejo: Ribeirão Pimenteira

Vila de Rio do Braço (5)

Povoados: Banco do Pedro, Ribeira das Pedras, Vila Campinhos e Vila Olímpio.

Cidade de Ilhéus  (2)

Povoados: Carobeira.

Sistema de Indicadores

O Sistema de Indicadores de Ilhéus, apresentado pelo Instituto Nossa Ilhéus, é uma ferramenta de conhecimento e mobilização social. Por meio de 70 indicadores sobre a situação da cidade e o desempenho das políticas públicas, em diversas áreas: Saúde, Educação, Violência, Trabalho e Renda, Juventude, Trânsito, Condições de Moradia e Pessoas com Deficiência, o sistema retrata os desafios e as desigualdades internas da cidade, permitindo diagnosticar, planejar, monitorar e exercer o controle social.

 

Slide background

Quem Ama Participa

Monitoramento Social, Educação para Cidadania e Impacto em Políticas Públicas, estes são os temas de nossas causas, encontre a sua e participe.

Encontre sua causa