Notícia

Encontro da Rede de Lideranças RAPS é o maior em cinco anos de organização

O Instituto Nossa Ilhéus, representado pela sua presidente e empreendedora cívica RAPS, participou do evento.

 

O maior evento da RAPS nesses cinco anos de existência: assim foi definido o Encontro da Rede de Lideranças Políticas RAPS, realizado no sábado, dia 24/06, no Maksoud Plaza, em São Paulo. Com a presença de mais de 200 pessoas – entre membros dos três projetos, conselheiros e convidados – o evento contou com debates políticos sobre agenda de transição e eleições 2018, além do lançamento do projeto Empreendendo Cidades e Territórios Sustentáveis.

O Diretor Executivo da RAPS, Marcos Vinícius de Campos, abriu o evento ressaltando a importância deste grande encontro de lideranças ainda no primeiro semestre do ano e relembrou o Encontro Anual, que ocorre em dezembro e que também deverá reunir todas as turmas dos três projetos RAPS. Logo em seguida, o presidente do Conselho Diretor, Guilherme Leal salientou o equilíbrio de gêneros que a RAPS está buscando, além de parabenizar a organização pelos seus 5 anos. “Estamos num momento histórico, é uma reunião da qual iremos nos lembrar daqui a alguns anos, porque eu confio e espero que aqui esteja o início de uma mudança profunda no cenário político brasileiro”, ressaltou.

Após as apresentações iniciais, o Líder RAPS e coordenador do evento Senador José Reguffe (Sem partido/DF) fez uma breve fala sobre a situação política atual e o papel da RAPS na melhoria desse cenário: “A RAPS é o lugar onde pessoas com pensamentos ideológicos diferentes, mas com propósito do bem comum se reúnem. Não há saída fora da política. A saída tem que ser a boa política, e hoje estão aqui as que querem fazer uma política limpa, mais ética e transparente”.

Na parte da manhã, o debate seguiu com o painel “Caminhos para o Brasil”, sobre a agenda de transição e as eleições 2018, sob a mediação da Empreendedora Cívica Ilona Szabó. A professora da USP Ângela Alonso fez uma apresentação sobre a polarização política atual, com uma análise das manifestações desde 2013. Veja matéria completa.

No período da tarde, a RAPS lançou o projeto “E-Cites – Empreendendo Cidades e Territórios Sustentáveis”, em parceria com o Instituto Arapyaú e foram apresentados cases de projetos de transformação social nos municípios, como o Conselho de Desenvolvimento Econômico de Maringá;  Ver Belém – Rede de Cooperação, Segurança e Sustentabilidade;  Sobral do Futuro e Três Lagoas Sustentável. Em seguida, as lideranças se separaram em mesas para discutir metodologias para a aplicação de ações políticas sustentáveis nos municípios, discutir a governança necessária para garantir a execução desses processos e os próximos passos para melhorar o projeto de cidades sustentáveis. Você pode conferir mais informações sobre o projeto E-Cites em nossa matéria no site.

Leave a Reply